Cancelar
Acesso CNTV

Presidente do COL diz que segurança é o mais importante na Copa

11Out

Para traçar as medidas que garantirão a tranquilidade e mobilidade urbana durante a Copa das Confederações e do Mundo, começou nesta quarta-feira o Seminário da Fifa sobre Segurança na Copa de 2014. Durante o encontro, membros dos governos federal, estadual e municipal, além de representantes da área de segurança, se reuniram com o presidente do Comitê Organizador Local (COL) e presidente da CBF, José Maria Marin, o vice-governador Beto Grill, o prefeito José Fortunati, o secretário do Esporte e Lazer e coordenador-geral do Comitê Gestor da Copa 2014 RS, Kalil Sehbe, e o secretário Extraordinário da Copa, Urbano Schmitt.

Para o presidente do COL, o país precisa se preparar para mostrar que tem capacidade e competência de organizar um grande evento. Marin destacou que o aspecto mais importante na preparação é a segurança dos torcedores, jogadores, autoridades, jornalistas, funcionários e da população em geral. Conforme ele, o comitê contratará 25 mil agentes de segurança privada especializados em grandes eventos para cuidar das instalações oficiais da Copa e do perímetro externo. Além disso, é estimado que outros 35 mil agentes sejam contratados por outras entidades.

O prefeito José Fortunati destacou a grande responsabilidade dos gestores públicos de pensar a segurança, não somente para o evento, mas visando a capacitação do setor para após o Mundial. Para ele, a Copa dá oportunidades concretas para melhorar a vida das pessoas. “Vamos aproveitar esse importante processo para qualificar a segurança na nossa cidade. Porto Alegre quer contribuir de forma decisiva, dentro da competência da esfera municipal, num trabalho em conjunto com os governos estadual e federal”, disse.

Fortunati igualmente anunciou que a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) também está elaborando um plano estratégico, onde serão definidas vias e acessos estratégicos para a mobilidade e segurança no período do evento. Também nesta quarta, o prefeito anunciou que o boneco inflável do mascote da Copa do Mundo de 2014,o tatu-bola, não voltará ao Largo Glênio Peres, no Centro.

A retirada ocorreu após protesto que resultou em pancadaria e em danos ao boneco. Conforme Fortunati, são apenas 12 bonecos infláveis em todo o país e a empresa fabricante não quis fornecer um novo exemplar. “Infelizmente para a população, para a imagem da nossa cidade, devido a alguns vândalos, vamos ficar sem o símbolo maior da Copa, que é o tatu-bola”, afirmou. Por mais irônico que pareça, o carro que faria o transporte do chefe da segurança da Copa do Mundo em Porto Alegre, Hilário Medeiros, foi roubadoquando o motorista seguia para buscá-lo no hotel e levá-lo ao seminário. O condutor foi abordado por dois homens armados quando saía de casa no bairro São Geraldo.

0 comentários para "Presidente do COL diz que segurança é o mais importante na Copa"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.