Cancelar
Acesso CNTV

Assaltos a bancos: quadrilhas atuam em 4 estados do NE

11Jun

Em ) - 2011 2012 a

Após o vigésimo sétimo assalto a banco registrado em Alagoas só neste ano - alguns com sequestros de gerentes e uso de explosivos -, a polícia começa a traçar algumas linhas de investigação. A delegada Maria Angelita, titular da Seção Especial de Combate a Roubos a Bancos (Serb), da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), disse nesta sexta-feira (08), que não descarta a hipótese da onda de ataques ter relação com as eleições.

A delegada prefere não dar detalhes sobre as investigações, mas disse que nenhuma hipótese é descartada. “Estamos em fase de levantamento de dados dessa e de outras ocorrências, mas nada pode ser descartado nesse momento”, disse. Em um balanço divulgado hoje pela Polícia Civil, dezenove pessoas já foram presas este ano acusadas de envolvimento com os assaltos realizados entre 2011 e junho de 2012. As investigações, até agora, apontam para quadrilhas que atuam também nos estados de Pernambuco, Sergipe e Rio Grande do Norte.

Segundo o levantamento da Polícia Civil, os presos têm envolvimento com assaltos às agências do Bradesco em Rio Largo, Craíbas, Feira Grande e São Sebastião, além de participação nos assaltos aos Correios de Novo Lino, Rio Largo e Capela. Eles também são apontados como responsáveis pelo seqüestro de gerentes de algumas agências assaltadas. Alguns dos integrantes das quadrilhas que foram presas também têm participações em assaltos em cidades pernambucanas.

Em relação ao assalto ocorrido nesta quarta-feira (06) à agência do banco Itaú, no Tabuleiro, a delegada explica que já iniciou as investigações e conseguiu apontar particularidades neste caso, e disse já ter suspeitos identificados de participação no crime.

Investigação em conjunto levou a prisões

Angelita disse que todas as prisões só foram possíveis com o trabalho integrado de investigação das polícias civis do Nordeste. “Não posso também deixar de ressaltar que a população também tem papel importante divulgando informações através do disque denúncia. Garanto que a PC está se empenhando ao máximo, e, a exemplo das vezes anteriores, chegaremos aos responsáveis pelos crimes praticados contra os funcionários e as instituições financeiras de Alagoas”, ressaltou.

Em janeiro, a polícia prendeu Max Diego Batista, Pablo dos Santos Almeida, Denilzo José de Melo, “Nem”, e Anastácio Vieira da Silva, acusados de assaltos nas agências do Bradesco das cidades de Craíbas, Feira Grande e São Sebastião.

Josival Firmino da Silva, o “Jó”, de 31 anos, foi preso este ano e é apontado como chefe de um dos grupos. Ele estava foragido desde a Operação Tentáculos, realizada em julho de 2011. Outra quadrilha desarticulada pela Serb era comandada por Cristiano Martins Davi, o “Fazendeiro”, preso em maio. Na ocasião, também foram detidos Edeilton de Meneses Melo, de 20 anos, e Alfredo Vieira de Lima, de 24.

Em abril, a polícia apresentou o resultado de uma grande operação que culminou na prisão de oito suspeitos e a apreensão de um menor. Na ocasião, foram presos: Vanderson José dos Santos Oliveira, 19 anos, o “Vando”, André Ferreira dos Santos, 24; José Alexandre Rocha dos Santos, 21, o “Xande”, Thales Sena da Silva, 20; Cícero Miguel Bernardo da Silva, 22, o “Ciçinho”, Natália Maria da Silva, 20 anos; Maria Manuelle Ferreira de Oliveira, 18, a “Manu”, e Mickleide Campos Viana, 21, a “Leide”.

Três outros integrantes do grupo criminoso já haviam sido presos em operações anteriores e foram identificados como: Genildo Martins da Silva, Audicélia Cavalcante e Daniel Paulínio da Silva.

Bancários cobram da polícia mais segurança

Preocupados com a onda de assaltos que assola Alagoas desde o começo do ano, o presidente do Sindicato dos Bancários de Alagoas, Jairo França, disse que na próxima segunda-feira (11) irá se reunir com os bancários para decidir se vão realizar alguma manifestação em repúdio aos assaltos.

Jairo não quis se pronunciar sobre o motivo que estaria levando a essa quantidade de assaltos, mas não descarta a hipótese que os assaltos podem ter ligação com eleições. “Todo ano eleitoral, os casos de assaltos aumentam consideravelmente, mas ainda é cedo para creditar a autoria dos assaltos. Cobro da polícia uma posição mais contundente. É absurdo o que está acontecendo com os bancos em Alagoas”, disse.

Só nos últimos quinze dias seis agências bancárias foram assaltadas no estado. O último ataque foi registrado nessa madrugada na cidade de São Sebastião. Oito homens armados invadiram a agência e levaram revolveres, coletes e dinheiro.

0 comentários para "Assaltos a bancos: quadrilhas atuam em 4 estados do NE"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.