Cancelar
Acesso CNTV

Sistema inédito previne roubo e assalto a banco

09Fev

O alarme do banco é desligado e os ladrões fazem a festa durante a noite ou nos finais de semana, causando milhões de prejuízos para o próprio banco e para clientes que alugam cofres particulares. Essas ocorrências têm sido rotina no Brasil e na Argentina. Os casos mais recentes noticiados pela imprensa são o de um grande banco na Avenida Paulista, em São Paulo, em agosto do ano passado em que os assaltantes arrombaram mais de 170 cofres particulares e em Buenos Aires, no Banco Macro, com 99 caixas de segurança de clientes esvaziadas, em março de 2010. Nos dois casos, segundo a polícia, o sistema de alarme foi desligado o que facilitou a operação dos bandidos.

Prevenir crimes como estes sempre foi um desafio para o engenheiro Ricardo Corrêa de Moraes, formado em economia e especialista em análise de sistemas. Durante três anos ele e mais de 30 profissionais de diferentes especialidades rodaram o mundo analisando os sistemas de segurança mais eficientes e frequentaram seguidamente feiras de tecnologia e software inteligente para este segmento. O resultado está sendo apresentado esta semana em Brasília: um sistema inédito que previne roubos e assaltos a bancos chamado Dedalus. O nome é em homenagem a Dédalo, pai de Ícaro, que na mitologia grega era arquitetoe inventorcuja obra mais famosa é o labirinto do Minotauro.

O maior diferencial do Dedalus é a integração durante 24 horas em uma central inteligente do sistema de alarme, do controle de acesso, das câmeras, de abertura e fechamento de cofres e até um dispositivo que libera uma densa fumaça e confunde a visão dos assaltantes, explica Corrêa de Moraes. Ele informou que “não existe no mercado brasileiro um sistema integrado como esse e totalmente voltado para as demandas dos bancos”. No caso do desligamento do alarme fora de hora ou do acionamento suspeito a central é informada por diversos canais de comunicação e os profissionais podem acionar remotamente outros sistemas de proteção do patrimônio. Da central é possível ligar ou desligar as luzes ou a energia elétrica da agência e fazer o reconhecimento facial para o caso em que outras pessoas além das autorizadas se aproximarem de áreas de circulação restrita, como entrada dos cofres com dinheiro ou outros valores.

O sistema totalmente nacional é o resultado da junção do que existe de mais avançado em termos de inteligência para segurança bancária no mundo, assegura o empresário Cardoso de Sá, diretor-presidente da Hisco, empresa do Grupo Telepac, especialista em projetos de segurança integrada. O sistema é customizado para cada rede bancária e pode integrar também os caixas eletrônicos.

A Hisco é uma das pioneiras na fabricação de Digital Video Recorder, conhecidos como DVR, investiu no projeto Dedalus mais de 5 milhões de reais nos últimos três anos.

Um showroom está à disposição de especialistas até a próxima sexta-feira (10/fevereiro) no Royal Tulip Brasília Alvorada onde as visitas são agendadas.

Contato com a imprensa:

Mônica Tremonti Belini – (11) 3875-5627 // (11) 3875-6296 // (11) 9970-0697

E-mail: monica_belini@rspress.com.br

Ana Paula Guedes – (11) 3875-5627 // 3875-6296 // (11) 9817-0974
E-mail: Ana_Guedes@rspress.com.br

Bárbara Toledo – (11) 3875-5627 // 3875-6296 // (11) 9863-6466

E-mail: barbara_toledo@rspress.com.br

www.rspress.com.br |

0 comentários para "Sistema inédito previne roubo e assalto a banco "
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.