Cancelar
Acesso CNTV

III Marcha Nacional dos Vigilantes é notícia na imprensa

26Out

Em ) - 10 13 2008

A III Marcha Nacional dos Vigilantes saiu em vários jornais, alguns repercutindo a mesma matéria de uma agência de notícias.

Veja algumas:

Vigilantes vão ao Congresso Nacional para pedir adicional por periculosidade

A Tribuna - Baixada Santista - Santos/SP - BRASIL - e G1

A Confederação Nacional dos Vigilantes promoveu, na tarde desta terça-feira, um ato em frente ao Congresso para pedir a votação do projeto de lei que determina o pagamento de um adicional por periculosidade, calculado em 30% da remuneração da categoria. Segundo a direção da confederação, cerca de mil manifestantes dos 26 estados e do Distrito Federal participam do ato.

De acordo com o dirigente do Sindicato dos Vigilantes da Bahia, Wilson Ferreira dos Santos, o projeto de lei 10.033/2003, que cria o adicional de periculosidade, foi aprovado por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça e aguarda votação em plenário.

"A gente luta por isso há muitos anos. Temos direito porque é uma profissão muito arriscada, nunca se sabe o que vai acontecer", afirmou Santos.

Segundo o dirigente, o vencimento básico do vigilante muda de estado para estado, variando de R$ 600 no estado do Sergipe a R$ 1.290 no Distrito Federal.

Ainda na tarde desta terça, os manifestantes devem entrar no Congresso para tentar conversar com deputados sobre a inclusão de sua reivindicação na pauta de votação.


Vigilantes realizam III Marcha Nacional em Brasília

CUT-DF e Sindicato dos Bancários de Brasília - Brasília/DF -

Cerca de 2 mil vigilantes vindos de todo o Brasil realizarão nesta terça-feira (25) a III Marcha Nacional da categoria. A concentração para a atividade será no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios, às 8h.

Os vigilantes seguirão em marcha até o Congresso Nacional, onde realizarão ato público para pressionar a Câmara dos Deputados a votar o projeto de lei 1033/2003, da deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). O PL reconhece a atividade de vigilante como de risco e a inclui no rol das atividades que recebem 30% de adicional periculosidade. O tema é o principal ponto de reivindicação dos vigilantes na marcha deste ano.

“Nossa reivindicação não é apenas pelo aspecto financeiro, mas pelo fato de termos o reconhecimento em lei de que nossa profissão é uma atividade de risco. Diariamente nós expomos nossas vidas para salvar a vida de outras pessoas”, afirma o presidente da Confederação Nacional dos Vigilantes e Prestadores de Serviços (CNTV-PS), José Boaventura.

O projeto da deputada Vanessa Grazziontin já foi aprovado em todas as comissões da Câmara e do Senado, e agora deverá ser votado pelo plenário da Câmara. Além desse PL, ainda tratam sobre o mesmo tema os projetos de lei 4436/2008, da deputada Serys Slhessarenko (PT-MT); 6113/2009, do senador Paulo Paim (PT-RS); e 413/2009, do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ); todos eles em tramitação na Câmara.

De acordo com o presidente da CNTV-PS, com a realização das Marchas Nacionais, servidores de todos os estados do Brasil conquistaram algum percentual de pagamento do risco de vida. “A aprovação do projeto nivelaria este percentual. O que é mais que justo, pois, independente do estado, o risco para o vigilante é o mesmo”, avalia. Atualmente, o pagamento do adicional de periculosidade vai de 3 a 30%.

Outras atividades

A agenda da III Marcha Nacional dos Vigilantes ainda traz outras atividades para a categoria.

No dia 26, quarta-feira, será realizado um seminário sobre segurança privada clandestina e segurança pública. A atividade será no Teatro Dulcina (Conic), das 9h às 17h. A atividade é aberta ao público.

Já na quinta-feira, dia 27, os vigilantes realizarão Conferência Nacional, que reunirá todos os sindicatos da categoria para, entre outros pontos, discutir a Campanha Salarial 2012.

Fonte: CUT-DF

Vigilantes fazem marcha e pedem para a profissão ser considerada de risco

Correio Braziliense Online - Brasília/DF - ECONOMIA - 25/10/2011 -

Vigilantes de todo o Brasil se reúnem nesta terça-feira (25/10) para promover a terceira Marcha Nacional da categoria. No começo da manhã, os manifestantes se reuniram no Espaço do Servidor, ao lado do Ministério da Agricultura. Às 9h, o grupo realiza um ato político e, após essa ação, por volta de 11h, eles marcham para a Câmara. Segundo a organização, estão previstas 3 mil pessoas na marcha de hoje.

Os vigilantes pedem a aprovação do Projeto de lei 1033/2003, que reconhece a atividade como de risco e a inclui no grupo que recebe 30% de adicional de periculosidade. Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes, José Boaventura, é fundamental que essa lei seja aprovada, para que a profissão seja reconhecida como atividade de risco

Amanhã será organizado um seminário sobre segurança privada clandestina e segurança pública. O evento será aberto ao público, das 9h às 17h, no Teatro Dulcina, em Brasília. O evento final será na quinta-feira desta semana, quando os vigilantes realizarão uma Conferencia Nacional para discutir a Campanha Salarial de 2012.


0 comentários para "III Marcha Nacional dos Vigilantes é notícia na imprensa"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.