Cancelar
Acesso CNTV

Vigilantes da MJR denunciam atraso salarial; coordenador da empresa contesta informação

13Set

Funcionários alegam que o problema ocorre com freqüência, porém o coordenador da empresa afirmou que tratou-se apenas de um fato isolado.

Mais uma vez, vigilantes que trabalham na empresa que presta serviços à Prefeitura, MJR, vieram por meio do Mural de Recados do Camaçari Fatos e Fotos, reclamar o que seria um problema recorrente de atraso salarial.

Segundo a mensagem, “todo mês atrasa o salário dos vigilantes, pagando bem depois do que foi acertado que seria no final do mês, pagando bem depois até do que outras empresas de vigilância”.

Porém, de acordo com o coordenador da MJR/Camaçari, Claudemiro Batista Júnior, o atraso ocorrido no último mês foi um caso isolado e se deu por conta de um remanejamento de 180 funcionários da Secretaria de Saúde para a Secretaria de Educação, o que atrapalhou o fechamento da folha: “Exatamente no dia 25 de julho fomos informados do remanejamento, ou seja, não houve tempo de organizar a folha de todos esses funcionários para que o pagamento ocorresse no prazo estabelecido”, explicou.

Questionado sobre o fato de a denúncia afirmar que o problema de atrasos tem ocorrido com freqüência, o gestor da empresa negou veementemente e contestou os funcionários: “Isso não é verdade, pagamos juntamente com o salário dos Servidores Públicos, como foi acertado com o secretário Ademar Delgado (Administração) e temos feito o possível para tudo acontecer como combinado. O atraso ocorreu apenas quatro vezes devido à convenção coletiva do próprio sindicato dos vigilantes. Eu desafio qualquer vigilante que afirme que o problema tem acontecido todo mês, isso não é verdade”, alegou.

O problema de atraso salarial na MJR já foi retratado pelo CFF no mês de abril deste ano, quando um funcionário denunciou o problema também por meio do Mural de Recados. Na ocasião, o coordenador Claudemiro Júnior afirmou que empresa faria todo esforço possível para que o acordo estabelecido fosse cumprido, pagar o salário dos vigilantes juntamente com o dos Servidores Públicos Municipais.

0 comentários para "Vigilantes da MJR denunciam atraso salarial; coordenador da empresa contesta informação"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.