Cancelar
Acesso CNTV

Bancários protestam contra insegurança

02Set

Em ) - 10 a acordo

Bancários foram para as portas das agências localizadas na rua Barão de Melgaço, no centro de Cuiabá, protestar contra os constantes ataques aos bancos ou arrombamentos aos caixas-eletrônicos em Mato Grosso. Eles também deram início à campanha salarial, que pode levar a uma paralisação das atividades, caso não haja acordo com os banqueiros.

Recursos teatrais foram utilizados para mostrar como a ineficiência ou a falta de segurança nos bancos tem deixado clientes e funcionários vulneráveis às ações criminosas. “Só (ante)ontem ocorreram duas saidinhas de banco em CuiabT, comentou o presidente do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso, Arilson Silva.

Além disso, na segunda-feira, a ação de uma quadrilha que tentou roubar dois malotes de dinheiro na Galeria Itália, no Jardim das Américas, causou pânico à população. “Precisamos tornar o ambiente bancário mais seguro”.

Entre as medidas necessárias, conforme Arilson Silva, estão instalação das portas giratórias, fachadas das agências com vidro blindados, biombos, câmeras, alarmes e, até mesmo estratégias como adequar o horário de abastecimento das agências ou caixas. “O ideal é que o abastecimento seja feito fora do horário de pico”, sugeriu.

Ontem, pouco mais de meia hora da abertura da agência Bradesco, onde ocorria a concentração dos bancários, um carro-forte encostava em frente à porta do banco, que conta com grande movimentação de clientes e existe um ponto de ônibus com expressivo número de pessoas. “Nas ações, os bandidos utilizam até as pessoas como escudo humano”, alertou. No Estado, o SEEB contabiliza mais de 60 ataques criminosos contra as instituições financeiras.

Quanto à campanha salarial, os bancários reivindicam reajuste de 12,8%, sendo a 5% de aumento real mais a inflação projetada de 7,5%, além da contratação de mais profissionais, maior participação nos lucros, aumento do piso que hoje é de R$ 1,2 mil para R$ 2,2 mil, conforme cálculo do Dieese.

Conforme Silva, atualmente há um déficit de 800 bancários em todo o Estado. “Só o Banco do Brasil teria que contratar 100 novos bancários para CuiabT, disse observando a necessidade da abertura de agências em regiões como o Grande CPA.

0 comentários para "Bancários protestam contra insegurança"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.