Cancelar
Acesso CNTV

Pessoas desatentas são as principais vítimas da "saidinha de banco", diz PM

26Jul

Pessoas desatentas são as vítimas preferidas dos bandidos que fazem assaltos na saída de bancos, segundo a Polícia Militar. Em uma semana, duas pessoas, uma de São Carlos e outra de Matão, foram vítimas do crime conhecido como “saidinha de banco”. Confira o vídeo ao lado.

O vigia garante a segurança de quem está na agência, mas não consegue evitar muitas situações. Em 2008, as imagens de um banco, em São Carlos, registraram o momento em que um assaltante observa um cliente conversando com um funcionário. Minutos depois, o homem, que tinha sacado R$ 6 mil, foi roubado e morto.

Na tentativa de aumentar a segurança de quem vai às agências para sacar dinheiro, foram criadas leis municipais que obrigam a colocação de biombos entre os caixas eletrônicos e guichês nas três maiores cidades da região. Em Araraquara, a lei já está em vigor desde outubro do ano passado. Já em São Carlos, os bancos têm 30 dias e em Rio Claro 90 para cumprir a norma.

Enquanto a maioria das agências não têm essa segurança a mais, é preciso ter cautela. A saidinha de banco se torna um crime cada vez mais comum. Em São Carlos, a Polícia Militar registra uma média de dois assaltos desse tipo por mês, ou seja, pelo menos 14 do começo do ano até agora.

O major da Polícia Militar Paulo Wilhelme de Carvalho explica que não existe um perfil de vítima, mas sim pessoas mais desatentas. “Evitar locais desertos para fazer saques. Usar os dispositivos eletrônicos do banco como transferências, cheques, cartões”, disse.

0 comentários para "Pessoas desatentas são as principais vítimas da "saidinha de banco", diz PM"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.