Cancelar
Acesso CNTV

Sessão Especial da Câmara de Vereadores presta homenagem aos vigilantes

21Jun


A Câmara Municipal de Salvador, com duas sessões sequenciadas, uma especial e a outra solene, comemorou o Dia Municipal do Vigilante (20 de junho) e outorgou o Título de Cidadão de Salvador ao presidente do Sindicato dos Vigilantes do Estado da Bahia (Sindvigilantes), José Boaventura. As sessões, na manhã desta segunda-feira (20), foram requeridas e dirigidas pela vereadora Marta Rodrigues (PT)

“A data municipal dos vigilantes marca a luta permanente da categoria e a mobilização para assegurar conquistas”, destacou a vereadora Marta Rodrigues, que também foi homenageada por estar completando mais um ano de vida. “É uma honra nascer no Dia Municipal dos Vigilantes”, acrescentou.

“Sou uma vigilante desta cidade”, assegurou a vereadora Marta Rodrigues, frisando em seguida que o Título de Cidadão da Cidade do Salvador para José Boaventura “é um reconhecimento da categoria”. Segundo ela, a capital baiana possui mais de 10 mil vigilantes.
O vereador Moisés Rocha (PT) parabenizou os vigilantes pela data e destacou a atuação de José Boaventura à frente da categoria.

Reconhecimento(,/b>

O deputado federal Nelson Pelegrino (PT) lembrou que atuou como advogado do Sindvigilantes e disse acompanhar a luta da categoria por mais de 30 anos. Destacou a tramitação na Câmara Federal do Projeto de Lei sobre adicional de risco para os vigilantes e frisou que a homenagem a José Boaventura “é o reconhecimento de toda uma vida de luta”.

Para a deputada estadual Maria Del Carmen (PT),
Boaventura tem capacidade especial para “se doar em defesa da categoria e da cidadania”. Ao falar da data comemorativa, o padre José Carlos observou que “o serviço do vigilante é para toda a cidade, mesmo se for prestado individualmente”.

O presidente do Sindicato dos Vigilantes do Distrito Federal, Jervalino Bispo, destacou o reconhecimento nacional do homenageado.

Piso salarial

“A homenagem é sempre o resultado de um trabalho coletivo da luta das pessoas”, sintetizou José Boaventura. Se tivesse o poder nas mãos, disse que determinaria um piso salarial decente, reconheceria o risco de vida e estabeleceria normas para assegurar mais respeito profissional.

Sobre a situação dos três mil vigilantes demitidos da empresa Protector, que prestava serviços à Prefeitura de Salvador, lamentou o não pagamento dos direitos trabalhistas. “Muitos vigilantes, desde o dia 18 de janeiro, estão desempregados e em dificuldades”, lamentou.

Natural de Itajuípe, interior da Bahia, José Boaventura Santos nasceu em 26 de outubro de 1960. Atuando como vigilante, ingressou na luta da categoria em 1982. A nova certidão de nascimento foi entregue pelo irmão Josmar Nerves dos Santos e pela sobrinha Lídia Maria Santos.

0 comentários para "Sessão Especial da Câmara de Vereadores presta homenagem aos vigilantes"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.