Cancelar
Acesso CNTV

Barreiras: Assassino de vigilantes é preso 12 anos depois em Belo Horizonte

03Jun

Vander Carlos Cardoso Gomes, 30 anos, assassino de dois vigilantes do Shopping Center Rio de Ondas, em Barreiras, crime ocorrido em 1999, foi preso pela Polícia Civil de Barreiras na cidade de Belo Horizonte/MG.

Segundo André Aragão, delegado regional de Barreiras, Vander trabalhava no telemarketing de uma empresa renomada daquela cidade e foi preso em seu local de trabalho. “A demora para a elucidação do caso se deu por que apenas recentemente tomei conhecimento das investigações do crime. Me interei do caso e descobri que o latrocida tinha um mandato de prisão antigo, baseado nisso solicitei ao juiz a renovação do mandado e há seis meses começamos a investigar o paradeiro dele”, disse Aragão, informando que para obter sucesso na diligência até BH, solicitou apoio da Superintendência de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública.

“Em BH contamos com o apoio do Grupo de Combate Organizado de Belo Horizonte, conseguimos identificar o prédio onde funcionava a empresa e no momento em ele chegava para trabalhar recebeu voz de prisão.

Após confessar a participação no crime, foi recolhido ao presídio de BH e posteriormente conduzido para Barreiras onde se encontra preso à disposição da justiça, na qual responderá processo criminal por latrocínio (roubo seguido de morte), podendo pegar pena de 20 anos de reclusão”, comentou o delegado regional.

Entenda o caso: Vander Cardoso Gomes é filho de um Policial Militar aposentado que era proprietário de uma empresa de segurança contratada pelo shopping. Aproveitando-se disso, ele mais dois comparsas resolveram praticar um assalto nas lojas do shopping, principalmente numa joalheria que funciona naquele estabelecimento.

No momento em que se preparavam para assaltar a joalheria foram surpreendidos por dois vigilantes que reagiram e acabaram mortos pelo trio. Do grupo de assaltantes, apenas Vander não havia sido detido. Os outros dois foram presos na época, sendo que um deles era menor e foi colocado em liberdade. O outro alegou insanidade mental e também foi liberado.

Segundo a investigação policial feita na época do crime, teria sido Vander o autor intelectual da ação, já que ele tinha informações privilegiadas dos horários em que os vigilantes não estariam no shopping.

Infelizmente para eles, o plano deu errado porque quando eles estavam se preparando para arrombar a joalheria acabaram sendo flagrados pelos vigilantes, inclusive os dois foram encontrados mortos dentro do banheiro com sinais de que na troca de tiros tentaram fugir e foram covardemente assassinados.

0 comentários para "Barreiras: Assassino de vigilantes é preso 12 anos depois em Belo Horizonte"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.