Cancelar
Acesso CNTV

Bancários do Rio levam proposta para segurança nos bancos aos empresários

20Dez

Em ) - 10 13 15

O presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, Almir Aguiar, participou, na última terça-feira, dia 13, no auditório do Sindicato dos Lojistas, de um debate sobre segurança bancária. O sindicalista falou sobre a chamada "saidinha de banco", uma prática criminosa que coloca em risco a vida de trabalhadores, clientes e usuários de bancos.

O evento foi promovido pela Câmara Comunitária do Centro Histórico e Santa Teresa e contou com um representante da Polícia Militar, além de lideranças de lojistas, comerciantes, hoteleiros e empresários, além de produtores culturais e dirigentes do IBGE e do HemoRio. "É importante debater temas da categoria com a sociedade civil para sensibilizarmos a opinião público para os problemas de segurança nos bancos", disse.

O sindicalista falou ainda do projeto defendido pela Contraf-CUT que prevê, entre outras medidas, a instalação de um biombo e divisórias individualizadas que ocultam a visibilidade dos caixas para quem está na fila e para que outras pessoas não vejam o cliente que está sacando ou depositando dinheiro.

Ele citou ainda a estatística do Instituto de Segurança Pública ISP revelando que a saidinha de banco cresceu 30% nos últimos trimestres avaliados de 2011, passando de 400 para 520 boletins policiais.

Participação dos bancários

O encontro foi realizado na terça-feira, mas ele é mensal e itinerante, e vem ocorrendo já há cinco anos em locais como Circo Voador, Jockey Club, Fundição Progresso, IBGE, igrejas do Centro Histórico, Rua da Carioca, Polícia Militar, Polícia Civil etc.

O Sindicato foi convidado para novos debates em Botafogo, Barra da Tijuca e Campo Grande. "Nossa entidade vai além das questões sindicais, preocupa-se também com o que acontece na sociedade, que reflete diretamente na vida dos trabalhadores, cumprindo o papel de Sindicato-Cidadão", conclui.

O encontro da Câmara Comunitária do Centro foi presidido por sua dirigente, a professora Maria João Bastos Gaio, que considerou "muito proveitosa a participação dos bancários do Rio na discussão dos problemas da cidade, desfazendo aquela imagem de que sindicalistas tratam apenas de questões corporativas de suas categorias".

Bancos multados

A Polícia Federal multou na última quinta-feira (15) dez bancos em R$ 1,258 milhão por descumprimento da lei federal nº 7.102/83 e normas de segurança, durante a 92ª reunião da Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada (CCASP) do Ministério da Justiça, em Brasília.

Santander, Bradesco, Itaú Unibanco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal foram os bancos mais punidos. O campeão em multas é o Santander (R$ 564.278), seguido por Bradesco (R$ 196.456), Itaú Unibanco (R$ 149.990), Banco do Brasil (R$ 125.434), Caixa (R$ 113.068) e HSBC (R$ 63.600).

0 comentários para "Bancários do Rio levam proposta para segurança nos bancos aos empresários"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.