Cancelar
Acesso CNTV

PE: comerciantes se livram de caixas eletrônicos para evitar roubos

13Abr

Em - 40% a Al arma

Em Pernambuco, o aumento da violência fez pequenos comerciantes mudarem de rotina. Eles tentam evitar as quadrilhas que usam explosivos para roubar.

Explosões e prejuízo – a nova modalidade do crime não pára de crescer e desafia a polícia. Os bandidos usam explosivos para arrombar os caixas eletrônicos e explodem tudo o que está ao redor. Só em Pernambuco, este ano 16 caixas foram destruídos em ações ousadas que causaram muita destruição.

Em um mercadinho em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, os bandidos atacaram duas vezes em um intervalo de quatro meses. No local onde ficavam três caixas eletrônicos, agora está instalado um balcão de atendimento. O prejuízo chegou a R$ 40 mil. Foi preciso trocar o telhado, as portas, sem contar a perda das mercadorias.

O dono do mercadinho, Anísio Neres, se livrou dos equipamentos que atraiam cerca de 200 pessoas por dia. “Nunca mais eu quero saber de caixa eletrônico”, disse.

Os comerciantes estão com medo e com toda a razão. Os mercadinhos, farmácias e postos de combustível são os alvos preferenciais dos bandidos porque são mais vulneráveis. Os caixas eletrônicos são instalados sem os cuidados básicos com a segurança: locais sem câmeras, alarme, vigilantes. O que era um atrativo para o comercio passou a ser um objeto indesejado.

Em um posto de gasolina, o aviso do lado de fora deixa bem claro: por motivo de segurança as máquinas não funcionam mais. O dono de uma farmácia também não quer correr riscos.

Pior para os moradores que ficam sem os serviços e têm que ir cada vez mais longe atrás dos caixas eletrônicos.

“Para a comunidade, ficou a desejar”, lamenta uma mulher.

“É super difícil para quem mora aqui e tem que pagar contas e tirar dinheiro”, diz uma moradora.

Uma nova estratégia para inibir a ação dos bandidos são os chamados caixas inteligentes equipados com dispositivos que inutilizam as notas durante as tentativas de arrombamento. Elas são manchadas de tinta ou queimadas.

O problema se alastrou pelo país. Para combatê-lo, o delegado Antônio Barros, responsável pelas investigações em Pernambuco, defende uma ação nacional de emergência, reunindo uma força-tarefa.

“Isso não é mais um problema local. Tem que ser uma ação muito maior e pensando nacionalmente”, afirmou o delegado Antônio Barros.

0 comentários para "PE: comerciantes se livram de caixas eletrônicos para evitar roubos"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.