Cancelar
Acesso CNTV

Salvador vive uma nova crise com João Henrique

20Jan


Depois de demitir a maioria dos secretários municipais de forma súbita, o prefeito de Salvador, João Henrique, conseguiu aumentar a trapalhada em que sua administração está metida desde dezembro.

Desta vez ele demitiu, de uma vez, 3 mil vigilantes da capital, deixando escolas e prédios públicos sem segurança alguma. Os demitidos fizeram um protesto neste terça, na frente da prefeitura, com apitaço e faixas de repúdio.

A demissão em massa foi anunciada pelo secretário de Planejamento e Gestão, Reinaldo Saback, durante uma reunião com os vigilantes e a Portal Segurança, intermediária do serviço, no Ministério Público do Trabalho (MPT).

O prefeito alega que vai colocar a Guarda Municipal e a Polícia Militar para dar segurança nos prédios, mas nada foi pedido ao Governo do Estado neste sentido. Além disso, a PM não tem contingente sobrando para o trabalho extra.

O problema pode piorar se os servidores do Samu confirmarem a ameaça de se demitir em bloco. Eles alegam falta de condições para trabalhar e excesso de tarefas, depois que metade da equipe pediu demissão.

O Samu não tem aumento salarial há cinco anos e só tem metade do pessoal que necessita.

0 comentários para "Salvador vive uma nova crise com João Henrique"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.