Cancelar
Acesso CNTV

Assaltantes trocam tiros com vigilantes no Recife

03Jan

Na véspera do último dia do ano, quando muitas pessoas lotavam o Hiper Bompreço de Casa Forte nos preparativos do réveillon, assaltantes trocaram tiros com seguranças de uma empresa de transporte de valores na hora que desceram do carro-forte, deixando duas pessoas feridas e causando pânico entre os clientes.

Os tiros atingiram o médico aposentado Paulo Gustavo Viana Lira, 71, que estava na fila para sacar dinheiro, e o vigilante da Brinks Samuel José Freitas Júnior, 27, atingido na cabeça. O médico foi ferido com um tiro transfixante na região do abdômen, fraturou duas costelas e está internado na UTI do Hospital Esperança.Seu estado de saúde é estável. Já Samuel passava, na noite de ontem, por uma cirurgia no Hospital da Restauração. Sua situação é delicada.

Segundo a polícia, os ladrões chegaram armados com pistolas e uma espingarda calibre 12 por volta das 13h, no momento em que os vigilantes da Brinks abasteciam os caixas eletrônicos, localizados no estacionamento do subsolo do supermercado. Houve troca de tiros.

Os assaltantes fugiram levando um malote, cuja quantia não foi divulgada pela empresa de segurança.

Pelas imagens do circuito de segurança fornecidas pelo supermercado, os ladrões já esperavam o carro-forte. ´Tudo indica que eles se dividiram em grupos. Quatro bandidos aparecem na hora da abordagem ao vigilante, mas acreditamos que havia outros homens dando cobertura no estacionamento externo`, disse o delegado Manuel Martins, titular da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto.

Um dos carros usados pela quadrilha, um Astra prata, foi abandonado minutos depois ao lado da Loja Insinuante de Casa Forte, a 50 metros do Hiper Bompreço. Dentro do veículo, os policiais encontram quatro capacetes e três capuzes, além de mochilas de viagem e uma sacola de malote vazia. Uma espigarda calibre 12 com um cartucho deflagrado também foi localizada às margens do mangue do Rio Capibaribe por trás do supermercado.

A dona de casa Ana Maria Viana Lira, 67, mulher do médico aposentado Paulo Gustavo, contou que tudo aconteceu muito rápido. ´Meu marido se deslocou um pouco porque a fila atrapalhava a passagem, quando escutei os tiros. Uma pessoa me empurrou para baixo e eu cai no chão. Enquanto isso, meu marido já estava ferido, chamando pelo meu nome`, lembrou a senhora, que tinha ido ao supermercado sacar dinheiro para fazer pagamentos e compras para a festa de Ano Novo.

Em nota, o Bompreço informou que a segurança de seus clientes e funcionários é uma prioridade na operação de todas as suas lojas e que a empresa reforçou a segurança externa e interna da loja.

0 comentários para "Assaltantes trocam tiros com vigilantes no Recife"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.