Cancelar
Acesso CNTV

Bancários de MT cobram segurança

08Dez

Em ) - 10 2006 2010


Por meio de um ofício protocolado na segunda-feira, dia 6, o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro no Estado de Mato Grosso (Seeb-MT) solicitou ao governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), que seja elaborado um Projeto de Lei do executivo que trate da segurança bancária.

No documento, foi disponibilizado o número de assaltos a bancos (17) e também, o número de arrombamentos a caixas eletrônicos (104) ocorridos em 2010, assim como a necessidade de que haja leis capazes de colocar a proteção à vida de bancários, vigilantes e clientes em primeiro lugar.

No ofício, o Sindicato cita a necessidade de uma legislação que elimine riscos, amplie medidas preventivas e que garanta mais segurança. "É preciso que se inclua no projeto o controle externo das imagens capturadas pelo sistema de monitoramento em tempo real, como forma de inibir ataques aos bancos e auxiliar a polícia na identificação e na prisão dos criminosos", explica Arilson da Silva, presidente do Seeb-MT.

Ele também reforça que no documento foi cobrada a instalação de vidros blindados nas fachadas, como já prevê a lei municipal aprovada em Porto Alegre (RS). No ofício ainda há a solicitação de que seja incluída no Projeto de Lei Estadual, a obrigatoriedade da existência de portas com detectores de metais.

Desde 2006 o Sindicato dos Bancários em MT vem tentando trazer à tona, as discussões sobre segurança bancária. Seja com os órgãos ligados à Segurança Pública do Estado e do Município de Cuiabá, seja com os bancos. O tema também tem há anos, destaque no movimento sindical nacional.

Com essa provocação feita ao Governo do Estado, o Seeb-MT pretende contribuir com a criação efetiva de um Grupo de Trabalho de Segurança Bancária, que conte com a participação do poder público e da sociedade civil organizada, e que seja capaz de discutir o tema e propor políticas de segurança.

Outro ponto importante a constar no projeto é quanto à proibição de transporte de numerários pelos funcionários das instituições financeiras, o que causa insegurança à população e que tem provocado a morte de vários bancários no território nacional.

No ofício, a direção do Sindicato dos Bancários também anexou documentos que podem servir de exemplos para a elaboração da Lei Estadual e também, para os municípios, já que os mesmos também podem legislar sobre o assunto.

"O Seeb-MT se coloca a total disposição do Governo do Estado e de todos os municípios que vejam na Lei da Segurança Bancária, a principal saída para colocar fim a sequência de crimes praticados por quadrilhas especializadas nesse tipo de contravenção", finaliza Arilson da Silva.

0 comentários para "Bancários de MT cobram segurança"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.