Cancelar
Acesso CNTV

Dívidas e consumo ficam com maior parcela do 13º

07Dez

Em ) - 10 13 13º


Dos R$ 64,8 bilhões que serão embolsados pelos trabalhadores das classes C, D e E como 13º salário, apenas 8,8% serão poupados. A maior parte, o equivalente a R$ 26,7 bilhões, será usada para o pagamento de dívidas, e outros R$ 24,8 bilhões serão revertidos em consumo para festas de fim de ano - processo que já começou no fim de semana, quando a primeira parcela já foi paga aos trabalhadores. As estimativas são da consultoria Data Popular, que pesquisa o comportamento dos consumidores de rendimento médio ou baixo e presta serviços para empresas como Casas Bahia, Grupo Pão de Açúcar, Itaú Unibanco, Camargo Corrêa, Fiat, Volkswagen e C&A.

O incremento na renda proporcionado pelo 13º às classes baixas (D e E) representa, pelos cálculos da Data Popular, um valor 30% superior ao orçamento de 2010 do programa Bolsa Família, principal dispositivo de transferência de renda direta do governo federal, também destacado no estudo da Data Popular como "um programa que atende essencialmente famílias das classes D e E". Apenas a classe C embolsará R$ 47,3 bilhões com o 13º salário.

No total, o pagamento do 13º deve injetar R$ 102 bilhões na economia - o equivalente a 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB) -, segundo estimativas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com dados do Ministério do Trabalho.

As estimativas do Dieese não levam em conta os trabalhadores informais, isto é, aqueles que não contam com carteira assinada. São considerados trabalhadores formais do setor privado e funcionários públicos (celetistas ou estatutários), além de empregados domésticos com registro em carteira e os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e do regime próprio da União e dos Estados.

Ao todo, cerca de 74 milhões de trabalhadores recebem este ano o 13º salário - 5,8% mais que em 2009. Desses, 28,6 milhões são aposentados ou pensionistas da Previdência. Até outubro deste ano, último dado disponível, foi registrado saldo de 2,4 milhões de empregos formais - o melhor número, para o período entre janeiro e outubro, já apurado pelo Ministério do Trabalho. No estudo, que é enviado aos clientes da consultoria, a Data Popular destaca que "a base da pirâmide", depois de saldar as dívidas, "vai às compras".

0 comentários para "Dívidas e consumo ficam com maior parcela do 13º"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.