Cancelar
Acesso CNTV

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS VIGILANTES - CNTV ASSINA CARTA ABERTA

18Dez


O Congresso Nacional aprovou o Projeto que prevê o pagamento, pela União, de compensação financeira de R$ 50 mil aos dependentes de vigilantes de unidades de saúde, trabalhadores de saúde e outros profissionais mortos após serem contaminados pelo novo coronavírus ao atuarem diretamente no combate à pandemia de Covid-19.

A matéria foi enviada à sanção do presidente da República.

Aprovou-se também indenização que se aplica no caso de incapacidade permanente para o trabalho.

Prevê ainda, o pagamento das despesas com funeral.

Precisamos agora nos mobilizar para que este projeto não seja rejeitado pelo Presidente da República, o que prejudicaria muitos trabalhadores que estão na linha de frente no enfrentamento do Coronavirus.

É bem simples é só clicar no link https://www.auxilioparasaude.org.br/e para fazermos pressão contra este veto (rejeição).

Mesmo que você não esteja entre as categorias que estão no Projeto aprovado, pode nos ajudar, clicando no mesmo link.

Bolsonaro veta integralmente indenização de R$ 50 mil a profissionais da saúde incapacitados pela Covid-19, dentre eles estavam os vigilantes

COVARDIA

Os vigilantes do Brasil foram traídos pelo presidente que vetou o projeto dizendo que não é de interesse público

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que se elegeu dizendo ser amigo dos vigilantes e que iria apoiar nossas causas, vetou integralmente o projeto de lei que previa R$ 50 mil de indenização para profissionais da Saúde incapacitados pela Covid-19. O veto foi na primeira edição desta terça-feira (04) no "Diário Oficial da União" (DOU).

Segundo o presidente, o projeto é inconstitucional e contrário ao interesse público porque prevê “benefício indenizatório para agentes públicos e criando despesa continuada em período de calamidade no qual tais medidas estão vedadas”.

O Senado aumentou o grupo de eventuais beneficiários. Num primeiro momento, o texto contemplava profissionais da área da saúde, agentes comunitários e trabalhadores de estabelecimentos da saúde.

Após intervenção do Senado, a lista das categorias foi ampliada, incluindo outros trabalhadores, dentre eles os VIGILANTES que atuam em hospitais, postos de saúde, UPAS e similares.

Agora a luta é para derrubarmos este veto. Precisamos da mobilização de todos, cobrando apoio dos parlamentares para que a justiça seja feita com estes trabalhadores que estão na linha de frente arriscando suas vidas por causa da pandemia.

FONTE: CNTV

Baixar aquivo em anexo.
0 comentários para "CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS VIGILANTES - CNTV ASSINA CARTA ABERTA "
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.