Cancelar
Acesso CNTV

Empresa terceirizada ameaça demitir vigilantes de mais de mil escolas

25Jun

Em ) - 15 30 30%

A maioria dos vigilantes que faz a segurança patrimonial das 1280 escolas estaduais de Santa Catarina está em aviso prévio sobre o fim do contrato de trabalho. A empresa terceirizada deu o aviso de 30 dias para a dispensa da função.
Isso inclui os trabalhadores que fazem a vigilância nas 45 escolas estaduais da Regional de Itajaí, que abrange de Balneário Piçarras até Bombinhas.
A demissão em massa motivou uma reunião emergencial entre uma equipe de representantes da secretaria de Estado de Educação e representantes da empresa terceirizada, responsável pela contratação dos vigilantes das escolas estaduais.
O encontrou aconteceu na tarde desta terça-feira e, após horas de muito diálogo, a empresa resolveu voltar atrás e vai reavaliar a situação de aviso prévio que havia dado aos colaboradores terceirizados.
A secretaria de Educação garante que o contrato de segurança patrimonial das unidades escolares segue vigente até o dia 30 de abril de 2021, o que assegura a continuidade do serviço, não havendo motivo para a demissão dos colaboradores.
Redução de contrato
O aviso prévio teria sido motivado pelo fato de a secretaria de Estado de Administração ter questionado a empresa terceirizada para ver a possibilidade de redução no valor do contrato.
A empresa negou a possibilidade de redução e deu o aviso prévio aos vigilantes. Como o estado reforçou que o contrato segue vigente nos mesmos valores, a medida deve ser revista pela empresa após a reunião. “O estado não vai deixar que as escolas fiquem sem o serviço de vigilância”, informou Cleonice Berajuk, coordenadora da Regional de Itajaí.

0 comentários para "Empresa terceirizada ameaça demitir vigilantes de mais de mil escolas"
Deixar um novo comentário

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.

Um valor é necessário.Mínimo de 70 caracteres, por favor, nos explique melhor.