Por: CNTV | Confederação Nacional de Vigilantes & Prestadores de Serviços
Postado: 06/06/2018
Boletim eletrônico 06/06/2018
Só armar os vigilantes de carros-fortes não diminuirá ataques, diz diretor da CNTV
 

Tramita na Câmara dos deputados, em Brasília, um Projeto de Lei que autoriza os vigilantes de carros-fortes a usarem, além das armas já permitidas por lei, armamento de maior calibre, como pistolas semiautomáticas e fuzis de calibre 5,56 milímetros até 7.62 milímetros de fabricação nacional.