Por: CNTV | Confederação Nacional de Vigilantes & Prestadores de Serviços
Postado: 18/11/2011
INSS fecha agência na Capital por falta de seguranças
Insegurança em agências do INSS
 
Sem receber salários desde o quinto dia útil, seguranças terceirizados que prestam serviço ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) fizeram mais um dia de paralisação nesta quinta-feira. Para evitar confusão, a agência do INSS da Avenida Bento Gonçalves, bairro Partenon, em Porto Alegre, fechou os portões e suspendeu o atendimento. Ao menos 100 segurados com perícia agendada deixaram de ser atendidos.

Ontem, alguns atendimentos deixaram de ser realizados e precisaram ser remarcados, mas a agência não estava fechada porque alguns vigias continuavam trabalhando.

Hoje, quem procurou a agência na Capital encontrou um cartaz fixado em uma lixeira na calçada, informando que a agência continuaria fechada e que os segurados deveriam acompanhar mais informações "pela mídia". A agência da Bento só será reaberta quando os vigias voltarem ao trabalho, o que pode ocorrer durante a tarde ou só nesta sexta-feira.

Na agência de Alvorada, alguns guardas aderiram à paralisação e o atendimento é parcial nesta quinta-feira. Quem não foi atendido hoje terá o procedimento reagendado.

A gerente executiva do INSS em Porto Alegre, Cinara Aparecida Pastório, afirma que já tentou encerrar o contrato com a empresa em razão de atrasos nos últimos quatro meses, a recisão foi revertida judicialmente.

A Rádio Gaúcha entrou em contato com a empresa terceirizada, Lynx Sul, em Porto Alegre e na sede em Curitiba, no Paraná, mas não obteve retorno até a hora da publicação desta matéria. O sindicato dos vigilantes vai intermediar reunião entre os funcionários e a empresa na semana que vem.