Por: CNTV | Confederação Nacional de Vigilantes & Prestadores de Serviços
Postado: 07/04/2021
Boletim eletrônico 07/04/2021
Empresa de vigilância é condenada por assédio moral e sexual contra trabalhadora
 

A 10ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região condenou uma empresa de vigilância a pagar R$ 25 mil a título de indenização por danos morais, a uma trabalhadora vítima de assédio moral de seu superior e assédio sexual de um colega, o que ensejou sua dispensa indireta, mas também transtornos psicológicos.